quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Sumérios e sociedade...

Gosto muito de história, vez ou outra estou catando alguma coisa num livro ou mesmo na internet. Muitas vezes gosto de citar o antigo povo Sumério, que, pra quem não sabe, viveu na antiga mesopotãmia a mais de 5000 anos atrás, e que é considerada até hoje por muito historiadores como uma das sociedades mais organizadas que já existiu, lá se você criticasse alguem por causa do modo como ele se vestia ou uma mania que ele tivesse ou qualquer coisa do tipo você era punido por desrespeito, lá todos tinham de respeitar a todos. Não é a toa que essa sociedade veio a decadência justamente pois eles não investiam na força bruta e sim no conhecimento e no respeito ao próximo.

Os sumérios desenvolveram a Astronomia e a Astrologia (não como a vemos hoje nas revistinhas de R$ 0,99 que encontramos em qualquer banca de revista e que dizem "prever" nosso dia-a-dia, desde a roupa que vamos usar até o horário e a situação em que vamos encontrar o amor de nossas vidas), o sistema sexagesimal, tiveram grandes avanços na área da medicina, entre outras coisas que ficam ao cargo de vocês pesquisarem-nas.

Agora me expliquem como depois de 5000 anos nós, ao invés de evoluirmos mentalmente e sociamente, apenas criamos pré-conceitos e nos tornamos "donos da verdade" se afastando cada dia maisum do outro, criando barreiras, muros e grandes diante de nós mesmo. Será que a humanidade está retornando a era das cavernas, onde era cada um por si? Ao invés de se unir para que possamos construir, nós nos separamos e nos destruímos perante nossas críticas, e, a nossa mania de viver sempre achando que somos os certos só nos deixa mais longe da nossa "sociedade perfeita" que os Sumérios conseguiram numa época rústica, sem tantos meios de comunicação como os que temos hoje e sem nosso mundo tão moderno.

Será que somos homens da caverna? Mesmo se achando caras tão atuais?

Abração galera!

Aristóteles, Defeitos e qualidades

O grande filósofo Aristóteles tinha uma grande idéia sobre como a humanidade lida com seus defeitos e qualidades, ou com suas qualidades e os defeitos dos outros.
Ele dizia que a humanidade estava numa eterna fila e que cada ser humano tinha duas bolsas presas em seus corpos, sendo uma nas costas e outra no peito.
A bolsa das costas simbolizavam seus defeitos e a bolsa a sua frente, no peito, simbolizava suas qualidades, sendo assim, cada ser humano só conseguia enxergar suas próprias qualidades e os defeitos do seu próximo.

Essa é uma teoria incrível, usada por ele no século III A.C e que nós nos identificamos até hoje.
É muito comum as pessoas nos criticarem por nossos defeitos seja no trabalho, em casa ou com os amigos, assim como é mais fácil falar das nossas qualidades. Muitas pessoas quando são questionadas sobre seus defeitos colocam coisas que não são bem um defeito e sim uma qualidade, digamos assim, problemática como por exemplo:"meu defeito é que sou muito perfeccionista", isso é muito comum.

Quando uma pessoa vem até nós e nos critica referente a alguma mania ou quaisquer que seja a coisa que ela considere um defeito nós tentamos nos sair dizendo, por exemplo, que aquilo é da nossa personalidade e não podemos mudar isso, já está em nosso código genético, eu acho isso simplesmente ridículo, não sei vocês.

A sociedade sem impôs que nos enquadrassemos em seus padrões e modelos pra poder conviver em "sociedade", mas isso acabou nos afastando de nós mesmo e do nosso verdadeiro eu. A sociedade nos moldou do jeito que ele achavam que era certo e ignorou nossas opniões sobre o nosso modo de vida e como lidamos com ela e com os outros a nossa volta, mas em troca de quê?

Pensem :)